Cases de Transformação Digital

Como recursos digitais transformaram a venda de móveis no Brasil

Acredito na transformação negócios através de recursos digitais. Foi exatamente isso que a Promob, onde tive a oportunidade de contribuir por quase 20 anos, fez com o negócio de venda de móveis através de sua solução de projeto de interiores.

Nesse post, relato um pouco minha percepção das mudanças que ajudamos a viabilizar.

Projetos que o consumidor final entende

Quando iniciamos o Promob, o projeto de ambientes era feito de forma manual ou com ferramentas de engenharia de propósito geral. Geralmente eram desenhos técnicos, em duas dimensões, caros para elaborar, difíceis de alterar e que, principalmente, não ajudavam a vender.

Promob mudou completamente essa dinâmica. Desde sua concepção, é uma ferramenta totalmente em 3D que permite que qualquer um “enxergue” sua cozinha ou dormitório, na tela do computador, antes de comprar.

Alterações de projeto que antes levavam dias passaram a ser feitas em minutos. O consumidor final passou de posição passiva para ativa no processo. O ciclo de vendas encurtou.

Democratização do projeto

Um dos nossos direcionadores de desenvolvimento era que o software precisava ser fácil de usar. A preocupação do projetista era apenas fazer um bom projeto. O Promob garantia que nenhum erro seria cometido.

Antes do Promob, apenas lojas de alto padrão conseguiam elaborar projetos. Segmentos mais populares acabavam comprando “ambientes prontos” (kits) geralmente com qualidade inferior.

Com o Promob, o processo de elaboração de projetos ficou dramaticamente mais barato. Surgiram mais pontos de venda que forneciam esse tipo de serviço e a qualidade dos ambientes vendidos no Brasil melhorou consideravelmente.

Revolução na relação entre fabricantes de móveis e de acessórios

Antes do Promob, as vendas de acessórios para cozinhas e dormitórios era algo traumático. As lojas precisavam manter um conjunto físico, logo, limitado de opções para poder mostrar para o cliente. Além disso, a compra sempre ocorria com intermediação do fabricante do móvel, o que dificultava a inovação nos acessórios.

O Promob acabou com os limites físicos. Hoje em dia, falando apenas em puxadores, por exemplo, é comum que mesmo lojas populares ofertem centenas (as vezes, milhares) de opções para o cliente final. O Promob “conta” a quantidade de puxadores utilizados no projeto e consegue fazer o “pedido” técnico diretamente para o parceiro. Todo o processo ficou mais barato e, por isso, viável.

Sofisticação dos projetos

Antes do Promob, as fábricas ofereciam um número limitado de opções para armários e balcões, todos com tamanhos pré-determinados, sem possibildiade de ajuste. Afinal, era difícil “especificar” customizações para as fábricas. Além disso, as chances de erro no projeto cresciam na medida que opções de customização eram oferecidas.

Depois do Promob, com a possibilidade de uma ferramenta que apoia na elaboração do projeto, fazendo ajustes automaticamente e detectando falhas, os projetos ficaram muito mais sofisticados.

Projetistas mais capacitados, em menos tempo

Sendo uma ferramenta padrão no mercado (chegamos a aproximadamente 90% de marketshare), chegamos a um cenário onde quase todo projetista profissional tem intimidade com o Promob. A necessidade de treinamento era mínima.

Como todas as opções de móveis para vender estavam dentro da ferramenta, visualmente, o tempo para capacitar um novo projetista, na loja, era bem menor. Além disso, o fato do Promob detectar falhas e fazer ajustes de projeto automaticamente também reduzia a curva de aprendizado.

Atualização de catálogo

Até 2001, lançar atualizações de catálogos era uma dificuldade para fábricas de móveis e de acessórios. Afinal, havia a necessidade de distribuir o catálogo (bem como tabelas de preço) fisicamente.

Quando o Promob, sendo uma ferramenta 100% digital, passou a fornecer, também, suporte para atualização de catálogo pela internet, a barreira de lançamento acabou.

Hoje, no lugar de ciclos longos de lançamento, é comum que as fabricantes adotem ciclos de inovação incremental.

Orçamento instantâneo

Promob consegue, em fração de segundos, relacionar tudo que está no projeto e, a partir de uma tabela de preços e ajustes para orçamento, preparar propostas para vendas rapidamente.

Antes do Promob, clientes demoravam dias para ter uma proposta em mãos. Hoje, é comum lojas conseguirem ter uma proposta de projeto em poucas horas (tempo do cliente ir ao cinema), fazer ajustes com o cliente em poucos minutos, apresentar propostas instantaneamente e vender, tudo em um único dia.

E foi só o começo…

Como disse, atuei no desenvolvimento do Promob (e demais ferramentas da empresa) por quase 20 anos.

A Promob, suas parceiras, e clientes conseguiram transformar, com recursos digitais, a forma como o Brasil vende, projeta, fabrica, entrega e gerencia a venda de móveis. Em outros posts, posso contar um pouco mais sobre essa história.

E você, tem visto casos práticos de transformação digital? Compartilhe nos comentários.

Mais posts da série Cases de Transformação Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *