Características de um bom gestor

Boas empresas atingem ótimos resultados. Para que isso aconteça, todo funcionário precisa saber quais são as metas da organização e qual é a sua parcela de responsabilidade para que elas sejam atingidas. Um bom gestor consegue engajar seu time a trabalhar para o alcance desses objetivos. Infelizmente, essa dinâmica parece não ser evidente.

É comum ouvirmos relatos de profissionais qualificados e bem intencionados que, devido ao acúmlo de trabalho, pressão não justificada por parte de seus superiores, insatisfação com suas funções, entre outros problemas, não conseguem trabalhar ativamente e gerar a contribuição necessária.

DADOS E FATOS: Houveram 104.109 pedidos de afastamento do trabalho junto ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) em 2018, aumento de mais de 15% se comparamos aos 90.344 registrados em 2017. 

Quando a gestão não é eficiente, gente boa é prejudicada e as metas da empresa ficam mais difíceis de atingir.

O papel do gestor não é cobrar resultados. Sua responsabilidade de desenvolver e inspirar o time. O gestor é um “resolvedor de problemas” e “removedor de impedimentos”. O bom gestor ajuda os funcionários a descobrir e explorar seus talentos maximizando a performance. Ele trabalha para que o ambiente seja favorável para que o bom funcionário se sinta motivado (a motivação é intrínseca). O bom gestor estrutura e ampara o time na prática dos valores da empresa.

O bom gestor conhece seu time e ajuda cada um a potencializar capacidades e mitigar deficiências em direção coerente com os objetivos da organização. Afinal, mesmo em escala individual, recursos (competências) não percebidas são apenas custo.

O bom gestor viabiliza que uma boa equipe, motivada, aproveite suas competências para melhorar resultados, garantindo que exista alinhamento (direcionamento).

O bom gestor conhece cada membro do seu time. Sem isso, ele não conseguirá fazer um bom trabalho. É necessário disciplina para  reconhecer e filtrar os talentos e desenvolvê-los, e isso só acontece com aproximação e disponibilidade para atender seus colaboradores.

O bom gestor precisa ser um bom ouvinte! Ele precisa ajudar empresa e funcionários a compartilhar valores e objetivos. Para isso, o  bom gestor reconhece que funcionários são pessoas (obviedade frequentemente ignorada) que tem vida fora da empresa, valores e objetivos.

O bom gestor ajuda os funcionários a gerenciar suas carreiras (embora essa responsabilidade continue sendo individual e intransferível). Logo, ele ajuda a identificar o que, além do salário e dos benefícios,  contribui para suas motivações. Ele cria oportunidades, oferece desafios e garante o reconhecimento apropriado.

O bom gestor, para também ser um bom líder, precisa conhecer a si próprio. Precisa liderar com método, usando o estilo mais apropriado para cada integrante do time.

O bom gestor aceita mudanças. Uma pessoa fechada não consegue tirar o máximo do outro e acaba levando para a equipe as crenças que tem a respeito de si. Quando o gestor aceita a necessidade de desenvolver a si mesmo, sua inteligência emocional, conseguirá trabalhar as competências de sua equipe, se comunicar de maneira clara e eficaz e, no final das contas, conquistar os melhores resultados.

A boa gestão potencializa times e ajuda as empresas a atingir ótimos resultados.

Talvez você goste também

Carregando posts…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *