Manual do CTO

A importância de entender relatórios/análises financeiras

Sempre que somos questionados sobre a competência essencial para posições de direção (ou superior) em uma organização, sempre indicamos o entendimento de relatórios/análises financeiras. Não é diferente para a posição do CTO.

Determinar a expectativa dos resultados financeiros e ter condições de acompanhar a execução é tarefa fundamental da agenda da alta gestão. Será essencial, só para começar, na elaboração do orçamento e nas estratégias de aquisição.

Investimentos em infraestrutura podem impactar consideravelmente os resultados conforme modalidade de aquisição. O CTO precisa entender as diferenças (as vezes sutis) de CAPEX e OPEX e o impacto da escolha da modalidade utilizada no TCO.

O CTO também precisa conseguir fornecer estimativas de ROI. Precisa saber se o faturamento na empresa (e nos fornecedores) ocorre em regime de caixa ou de competência. Precisa saber o que significa EBITDA e muito mais.

A alta gestão, invariavelmente, trata de aspectos financeiros. Mesmo que alguém esteja super preparado para desempenhar o perfil de CTO que a empresa precisaestruturar os times de forma ótima, precisará, em algum ponto, se sentir confortável com relatórios e análises financeiras ou não estará preparado para ajudar a ditar os rumos da organização.

Aspirante a CTO? Em algum momento terá que ler um pouco menos de Hacker News e um pouco mais de Valor Econômico (Financial Times, etc)

Mais posts da série Manual do CTO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *